Termos Epidemiológicos

ResumoDF – #48

Semana epidemiológica 34
(de 22 a 28 de Agosto)

Na semana 34 houve um aumento de 6,7% nos casos de Covid-19 e de 13,5% no número de óbitos no Distrito Federal.

A taxa de ocupação de leitos públicos aumentou e está em 58,27%, assim como a taxa de ocupação dos leitos privados também aumentou para 81,72%. A fila de espera aumentou 20,7%, registrando 70 pacientes aguardando leitos de UTI, dos quais 2 com suspeita ou confirmação de COVID-19.

A situação da epidemia de Covid-19 no Distrito Federal (DF), na semana 34, mostra o quadro abaixo:

>| CLIQUE AQUI PARA LER o ResumoDF #48 |<

INDICADORES PARA UM POSSÍVEL RETORNO SEGURO ÀS AULAS PRESENCIAIS

Equipe,
Observatório Covid-19 Moara

ResumoDF – #47

Semana epidemiológica 33
(de 15 a 21 de Agosto)

Na semana 33 houve um aumento de 2,5% nos casos de Covid-19 e de 11,6% no número de óbitos no Distrito Federal.

A taxa de ocupação de leitos públicos diminuiu e está em 57,32%, assim como a taxa de ocupação dos leitos privados também diminuiu para 75,14%. A fila de espera diminuiu 16%, registrando 58 pacientes aguardando leitos de UTI, dos quais 6 com suspeita ou confirmação de COVID-19.

A situação da epidemia de Covid-19 no Distrito Federal (DF), na semana 33, mostra o quadro abaixo:

>| CLIQUE AQUI PARA LER o ResumoDF #47 |<

INDICADORES PARA UM POSSÍVEL RETORNO SEGURO ÀS AULAS PRESENCIAIS

Equipe,
Observatório Covid-19 Moara

| Achatamento da curva

Significa o esforço feito para desacelerar o ritmo de transmissão do vírus, para que menos pessoas fiquem doentes ao mesmo tempo. A ideia é fazer com que o número de casos que precisem de hospitalização não supere o número de leitos disponíveis na rede hospitalar, garantindo que muitas pessoas não morram por falta de atendimento médico. Em outras palavras, o achatamento da curva não necessariamente reduz o número total de pessoas que possam vir a ser infectadas, mas reduz a velocidade do contágio, aumentando o tempo para que o vírus atinja o número máximo de infecções. Dessa forma, é possível evitar a sobrecarga do sistema de saúde e, consequentemente, reduzir o número de mortos.

| Mortalidade

Representa o risco ou a probabilidade que qualquer pessoa na população apresenta de morrer em decorrência de uma determinada doença.

| Incidência

É a medida que indica quantas pessoas foram acometidas por uma doença na população em um período de tempo. É calculada pelo número de casos novos de uma doença em um período e o número de habitantes da localidade da qual essas pessoas doentes eram originárias (ex: número de casos novos de Covid-19 na Bahia dividido por habitantes da Bahia).